11 novembro 2012

Eu queria...

como eu queria, que este homem tivesse sucesso entre nós.


Mais uma jornada e mais um jogo em casa para tentar dar a volta a este texto que está cada vez mais ilegível do ponto de vista da nossa compreensão leonina. Se Franky Vercauteren conseguir motivar a equipa ele vai ser "bestial". Caso contrário... passará rapidamente a besta e fará parte do rol de treinadores que serão trucidados antes de ter tempo para recuperar uma equipa autenticamente destroçada e incapaz de se auto-regenerar pelas vitórias.

Como boa adepta leonina continuo a acreditar na grande reviravolta mas, creiam, que a ansiedade por assistir aos jogos cada vez mais se reduz e só a minha força anímica me manda ver os jogos para transmitir, se possível em pensamento, tudo o que quero para a minha equipa favorita que é determinação, força e muito querer acreditar que o meu Sporting vai voltar.

foto rapinada ao Record

4 comentários:

  1. Querida Amiga
    Imagina que hoje, excepcionalmente, vou estar com atenção ao meu Benfica (19:30) e ao Sporting x Braga (20:15).
    Fazendo zapping, da SporTv 1 para a 2 e vice-versa.
    Naturalmente à espera por uma vitória encarnada mas, também, desejando ver uma reacção sportinguista.
    Será desta?

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. António,

      O sofrimento ontem, para ambos, foi demasiado para os nossos corações, só que o meu está mais empedernido e já aguenta o que seria impensável aqui há uns anos atrás.

      Lá vamos, cantando e chorando.

      Abraço

      Eliminar
    2. Não sofri. Por dois motivos: só vi a primeira parte do (meu) jogo e, tal era a confiança, só confirmei a vitória, à noite.

      E vi o teu Sporting a sofrer. Ganhar ao Braga é bom mas teria sido melhor com uma exibição convincente.
      Mas três pontos são isso mesmo.

      Parabéns e um abraço.

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita!

Agora... é só deixar um comentário.
A Leoa Assanhada fica verde de contentamento.